quarta-feira, 18 de julho de 2018

Estiva Gerbi - SP


ACAMPANDO NO ESCURO - PARTE III -   Desbravando camping novo de novo?







Recanto dos papeleiros - Um antigo Clube de sindicato das fábricas de papeis da região.Tem cara de clube, mesmo.


Piscinas (3), cantina,  vestiários grandes, quadra, campo, quiosques com churrasqueiras.

























Espaço novo para camping.

Lugar lindo, atendimento VIP.


Contato: (19) 99755-7130 (Marcos)



História de Estiva Gerbi

Em meados de 1750, habitava o Vale do Rio Mogi Guaçu os índios da tribo Tupy Guarani. Com a chegada dos jesuítas, os índios foram dominados e catequizados, cedendo seu espaço ao homem branco.
Mesmo tendo o indígena perdido suas terras ao homem branco através da colonização, a região necessitava ainda ser povoada.
Por esse fato, ordenou o Rei de Portugal que nas freguesias de Mogi Guaçu e Mogi Mirim se erigissem povoados, destinando pedaços de terra à criação de gado e entrepostos de vendas de animais.
Em 1850, o Vale do Rio Mogi Guaçu já era habitada por muitos agricultores e alguns sitiantes e fazendeiros, que prosperavam com as lavouras de algodão, café e milho, alem da agropecuária leiteira.
Aos poucos, o povoado foi se transformando em bairro, batizado de São José, tornando-se ponto de encontro dos moradores, comerciantes e viajantes.
Por volta de 1878, o recém batizado bairro São José passou por grande revolução, devido a chegada de dezenas de trabalhadores que construiriam a extensão da estrada de ferro de São José de Mogi Mirim a Nossa Senhora do Desterro da Casa Branca, que traria o progresso e facilitaria o transporte na região.
No entanto, um imprevisto surgiu na construção da ferrovia: quando o assentamento dos trilhos chegou nas proximidades do Rio Oriçanga, os trabalhadores tiveram que superar uma área totalmente alagada. Assim, os homens foram obrigados a estivar, ou seja, entrar na lama com galhos, capim e folhas, marcando os locais mais adequados para o aterro, a fim de não alterar o percurso da ferrovia. Do verbo estivar, nasceu o nome da estação de trem do bairro: Estiva. Com o fim da construção, a produção agrícola ganhou impulso, o que contribuiu para que o bairro se tornasse fornecedor de matéria-prima para as pequenas industrias de cerâmica da região.Foram tempos de progresso. O bairro São José crescia rapidamente, atraindo muito imigrantes. Uma família vinda da cidade de N.S. de amparo chegava ao bairro, comprando uma propriedade próxima a estação de trem. O chefe daquela família, Lourenço Gerbi foi o responsável, anos depois, por transformar o bairro São José, em um distrito industrial próspero. Enquanto a maioria dos moradores dedicava-se à agricultura, Lourenço construiu uma pequena cerâmica de manilhas. Utilizando muita criatividade para superar a ausência de energia elétrica, aliada à escassez de mão de obra, Lourenço construiu várias casas ao redor da indústria, dando moradia e assistência aos trabalhadores e seus familiares. Após superar muitas dificuldades, chega a energia elétrica em 1948, e com ela a prosperidade: novos maquinários foram instalados, o que resultou no aumento da produção. O progresso da Indústria de Cerâmica Gerbi atraiu novos investimentos para a região, e, com ele,o crescimento do desejo de emancipação, sonho que se tornou realidade em 19 de maio de 1991, após a realização de um plebiscito em que 95% dos eleitores votaram pela autonomia completa.Criado o município, as primeiras eleições foram realizadas em 15 de novembro de 1992, ocorrendo a posse dos eleitos em 01 de janeiro de 1993. A cidade foi batizada de Estiva Gerbi em homenagem a família de Lourenço Gerbi, e aos trabalhadores que construíram a estação de trem, que muita prosperidade trouxe. Mantendo as características de cidade pequena, com uma administração dinâmica e vocacionada a acreditar no futuro da cidade, Estiva Gerbi tem se destacado pelo cuidado permanente do social, da saúde, da educação e do esporte. Um futuro nos espera e nele, certamente teremos cada vez mais orgulho de nossa cidade, que cresce a cada dia, buscando como meta principal a qualidade de vida de seus cidadãos.
O que fazer em ESTIVA GERBI  ? 
Acampar em Recanto dos Papeleiros.
https://www.facebook.com/recantodospapeleiros/




quinta-feira, 12 de julho de 2018

Jaguariúna - SP

Jaguariúna Desbravando com Camping a Dois






Mais uma vez a Malokada, se aventurou a desbravar um Camping desconhecido.

A descoberta foi do Camping a Dois.



Ringo's Camping é um camping antigo, que ficou desativado por um longo tempo, e há quase 1 ano voltou a ativa e sob nova administração.

Fica em Jaguariúna, bem próximo ao centro e de fácil localização.

Tem ampla área de lazer, como piscinas com toboágua, campo de futebol, lago para pesca esportiva e até pier, vôlei de área, parquinho infantil, cantina, quiosques com churrasqueira, lugar próprio para fogueira, área plana para motor home e barracas.















 Banheiros bem estruturados e limpos.  Estão reformando mais uma bateria de banheiros.






Tem tambėm Chalés para os menos aventureiros.


E para os mais aventureiros, tem Paintball. Precisa agendar.


Ambiente familiar e muito bem cuidado.



Pode levar PET, porém aviso que encontramos carrapatos, acho que é devido ao Rio que passa no Camping e avistamos no outro lado da margem algumas Capivaras.


O foco da Malokada e Camping a Dois agora é só Desbravar... Aonde será o próximo?

O Ringo's Camping está localizado na Estrada de Capitinga, s/n - Jaguariúna - SP
No momento não possuem site nem facebook.
Para maiores informações: Irinéia (19) 999337-2230

terça-feira, 27 de junho de 2017

Acampando no escuro II - A Descoberta - Arirang, Itú, SP








Malokada estava querendo algo novo para o feriadão, lugar próximo a Capital, SP, vazio  e sossegado.  


Descobrimos o Clube Arirang, em Itú, SP,  que há pouco tempo abriu o espaço para  o Campismo.

Foi  fundado no ano de 2.000 o INTERCLUBE, atual clube ARIRANG, o qual era um centro de treinamento para jogadores de futebol.

O espaço de camping ainda está em processo de adaptação, apesar de acharmos muito melhor que muitos campings antigos, a Malokada deu algumas sugestões: Portas nos chuveiros e espelho no banheiro. Essencial para um banheiro perfeito. 

Durante o dia escutam muitos sons de  aves, mas a noite muitos carros da Rodovia Castelo Branco, mas nada que tire seu sono!

O gramado do camping é plano, com árvores, com pias, postes de iluminação, banheiros e espaço para fogueira. 




Área de lazer excelente, com uma piscina maravilhosa, toboágua, escorregador para criança, churrasqueiras, refeitório, lanchonete, Cama Elástica grande, campo de futebol oficial, tênis  e vôlei. 


Wi-fi na área da piscina.

O clube aluga o espaço para eventos, salão de festas, churrasqueiras  o campo de futebol e  tem chales para quem não curte acampar.



http://clubearirang.com.br


Atendimento VIP, pela responsável Renata / Sidney.

Valores R$ 50,00 com café da manhã e Crianças ate 9 anos  pagam meia 



Curiosidade 
Arirang" (em coreano: 아리랑) é uma canção folclórica da Coreia, considerada hino não oficial do nação coreana por representar, de forma romantizada, aspectos da cultura tradicional. A canção foi considerada pela UNESCO parte da herança cultural asiática.

 
  
  





  











Enquanto os campings estavam lotados devido ao feriado, estávamos acampando sozinhos no sossego. Um sonho!!! 

Na última noite, recebemos visita do Camping a Dois.
http://www.campingadois.com.br/





Tour pela cidade


Fazenda do chocolate

Aberta todos os dias das 8:30 às 17:45, e com entrada e estacionamento gratuitos, a Fazenda do Chocolate conta com diversas atrações que nos remete ao passado e à vida no campo, além de ter um dos chocolates mais charmosos do Brasil. 

Aos finais de semana e feriados funciona com estrutura completa de passeios e praça de alimentação caipira, com diversos tipos de salgados, mini-pizzas, crepe de palito, sucos, refrigerantes, loja de chocolates, loja de artesanatos e restaurante.


Cenário de diversas novelas e campanhas publicitárias de repercussão nacional, esse pedaço de vida caipira encanta cada um dos seus visitantes. A Fazenda do Chocolate também é um passeio pela história que nos remete aos tempos do Brasil Colônia em meio à sua arquitetura preservada, registro dos importantes ciclos da história do Brasil. É um espaço muito agradável para passar o dia com a família.

No seu estilo caipira, proporciona aos visitantes o contato com vários animais mansos, compras de produtos artesanais, alimentação e diversão garantida para crianças e adultos.

Cavalgadas, mini-zoológico, lagos com carpas gigantes, playground, roteiros culturais e gastronômicos, passeios de pônei e a possibilidade de alimentar os animais na mão são só algumas das atividades pra se manter divertindo o tempo todo.






Parque Geológico do Varvito
O varvito de Itu é a mais importante exposição conhecida desse tipo de rocha na América do Sul.

Em termos geológicos, o varvito faz parte de um pacote de rochas sedimentares que contêm evidências de uma extensa idade glacial, há 280 milhões de anos, quando um enorme manto ou lençol de gelo cobriu a região sudeste da América do Sul. 

O Parque do Varvito é um lugar único, que merece uma visita.
Funcionamento: Das 8 às 17 horas de terça à domingo. Entrada gratuita.




Até a próxima descoberta !!!